Wednesday, November 7, 2012

HAROLDO JOSÉ, o Guarda Civil.

Haroldo de Souza was Haroldo José's real name was born in 23 February 1922, in Terra Roxa-SP, a small town near Jaboticabal and Ribeirão Preto in the northern part of the state. As a young man in the 1940s, he migrated to Santo André-SP and joined Guarda Civil which was a uniformed police corporation attached to the Civil Police which started in 1926, more or less patterned on the British police. 

Haroldo José lived in a public housing settlement called Santa Terezinha in Santo André and became a prominent member of Guarda Civil's military band. Haroldo was a good singer and used to write tunes in partnership with his brother Oswaldo de Souza. 

In early 1960, Haroldo José signed a contract with new label Chantecler which released 'Tango triste' (Sad tango).  Even though tangos were out-of-fashion it went all the way to #1 making Haroldo famous overnight. An album named 'Tango triste' was soon released but no follow-up to his smash-hit.

It took four years for another Haroldo José's tune to reach #1 at the charts. This time it was 'Juca do Bráz', a samba by the Souza brothers, recorded by Leila Silva for Continental Records in 1964

Guarda Civil was eventually disbanded by the generals who wrested power away from President João Goulart in April 1964, and a brutal Military Police was instituted in its place.

Haroldo José, eventually, went into obscurity but lived a fullfilling life until he died an 88 year-old in 27 January 2011.


Haroldo José no tempo de 'Tango triste'

Haroldo José, que a todos encantou com 'Tango triste' em 1960, nasceu a 23 Fevereiro 1922 em Terra Roxa-SP, na região de Jaboticabal e Ribeirão Preto, sendo registrado como Haroldo de Souza.

Haroldo chegou à Santo André-SP na década de 1940, indo morar nas casas populares do bairro Santa Terezinha, de onde nunca saiu. Ingressou na Guarda Civil e, sendo um excelente cantor e musico, foi aproveitado na banda da corporação.

Haroldo José casou-se com Irene Bittencourt e tiveram 2 filhos: Luiz Carlos e Wilson Roberto.

Em 1960, gravou pela Chantecler 'Tango triste', composição sua em parceria com seu irmão Oswaldo de Souza. Apesar do gênero tango estar meio esquecido então, o disco se tornou um sucesso imediato ficando em 1o. lugar absoluto por várias semanas. Mesmo com Haroldo José ainda na parada, a gravação de 'Tango triste' por Leila Silva também fez um relativo sucesso.

Em 1964, Haroldo José aparece de novo nas paradas como compositor de 'Juca do Bráz',  em parceria com Romeu Tonelo um delicioso samba-chôro interpretado por Leila Silva. Ainda fez relativo sucesso com 'Vestido molhado'.

Haroldo José morava em Santo André-SP, sempre muito querido pela comunidade. Veio a falecer com 88 anos, em 27 Janeiro 2011, e foi sepultado no Cemitério Sagrado Coração de Jesus, em Camilópolis.



Haroldo José, o guarda-cantor; capa do LP 'Tango triste' da Chantecler. Note que, infelizmente, um engraçadinho desenhou um par de óculos para o intrépido guarda-civil. 

1.  Tango triste Osvaldo de Souza e Haroldo José
2.  Palco da vida Osvaldo de Souza e Haroldo José
3.  Boêmio solitário - Luiz de Castro e Haroldo José
4.  Amando separadosWaldick Soriano e Altamiro de Morais
5.  P'ra que negar? - D. Silva e Teixeira Filho
6.  Triste caminho - Waldick Soriano e Antenor Alves

1.  Coração cheio de amor - Haroldo José e Diogo Mulero "Palmeira"
2.  Meu perdão - Haroldo José, Osvaldo de Souza e Astor de Souza
3.  Nunca existiu - Waldick Soriano e Alfredo Corleto
4.  Cruz do meu destino - Frederico Rossi
5.  Taça da ilusão - Nízio e Teddy Vieira
6.  O amor mais puro - Diogo Mulero "Palmeira"

compacto-duplo 'Tango triste' em 45 rpm

Discografia simples

05-1959 - Chantecler -  78-0122
A - Fim de boêmio - Osvaldo de Souza, H. Júnior e Edgard Martins
B - Santa do meu altar - J. M. Alves e H. Júnior

02-1960 - Chantecler -  78-0236
A - Tu serás - Haroldo José, Osvaldo de Souza e J. Santos
B - Tango triste - Osvaldo de Souza e Haroldo José

09-1960 - Chantecler -  78-0324
A - Palco da vida - Osvaldo de Souza e Haroldo José
B - Meu perdão - Haroldo José, Osvaldo de Souza e Astor de Souza

12-1960 - Chantecler -  78-0373
A - Coração cheio de amor - Haroldo José e Diogo Mulero "Palmeira"
B - Cruz de meu destino - Frederico Rossi

05-1961 - Chantecler -  78-0436
A - Taça da Ilusão - Nízio e Teddy Vieira
B - P'ra que negar? - D. Silva e Teixeira Filho

08/1961 - Chantecler -  78-0486
A - Amor de Minha Vida - Haroldo José e Bernardete Albardeira
B - Maldito Amor - Carlos Armando e Haroldo José

10-1961 - Chantecler - 78-0516
A - Beija-flor - Haroldo José e Arlete Benevides
B - Sempre você - Haroldo José, Wilson Lopes e Carlos Jair

1962 - Continental -  78-001
A - Quem será - Osmar Zan, Lelé Vieira e Lelé Vieira - com Haroldo José e Osvaldo de Souza
B - Minhas queixas - Luiz de Castro

1962 - Continental - 78-042
A - Beijo na mão - Osvaldo de Souza e Haroldo José
B - Levaste meu coração - Fernando Dias e Sebastião Víctor

1962 - Continental -  78-090
A - O gosto que o beijo tem - Haroldo José
B - Maldita hora - Teddy Vieira e Waldick Soriano

1963 - Continental -  78-207
A - Pergunte a Deus - Haroldo José, Lúcio Cardim e Lúcio Cardim - com Haroldo José e Muybo Cury
B - Cartas antigas - Jocemar Ribeiro - com Haroldo José e Osvaldo Aude

1963 - Continental - 78-260
A - Pobre do pobre - E. M. Esperón e P. Ordinales - Versão: Rogério Gauss
B - Por isso te quero - Maria Victória - Versão: José F. Dias

1964 (?) - Continental - 33-438 - compacto simples

A - Da metade p'ra lá é que é
B - Caminho da desilusão


compacto-simples de Haroldo José para a Continental.





Luiz Amorim (1934-2013) wearing Guarda Civil's official dark-blue uniform and khaki colour uniform for summer-time duty. 

2 comments:

  1. Parabéns, Lulu Pavone, ouvindo Tango Triste, de 1960, sempre quis saber a biografia do Haroldo José, perfeito nesta gravação, mas nunca consegui material algum. Porém, encontrei esse tesouro de site, simplesmente maravilhoso, e além de descobrir sua história, descobri, também, que somos conterrâneos.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Fico contente de ter proporcionado esses momentos felizes... foi dificil conseguir essas informações... mas valeu a pena. Nem me lembro mais como as consegui.

      Delete