Thursday, August 9, 2012

CARMEN MIRANDA visits NIPPER & other friends...



Carmen Miranda, que estourou com 'Tahí' em 1930, gravado para a RCA Victor, posa com o famoso cachorro Nipper; Carmen doing what she like best: antics! The photo was dedicated to 'O Globo' a Rio de Janeiro daily.

Carmen in Petrópolis offers the photo to Marinho (Mario Cunha) her sweetheart from Rio's upper class. Needless to say their romance came to nothing due to his family's objections about her being a poor Portuguese migrant with no class at all.
Carmen Miranda & Josué de Barros.
Rio de Janeiro, 19 Fevereiro 1935.
Cesar Ladeira, Almirante e Carmen Miranda nos estudios da P.R.A. 9 - Radio Mayrink Veiga, a mais popular do Rio e do Brasil. E não pensem que Almirante com esse gesto está expressando falta de dinheiro. Elle, Carmen e Cesar são dos mais bem pagos no Radio. 
Elegante, com muita bossa - Carmen Miranda é a maior 'bilheteria' do Radio no Brasil, embora não se tenha que comprar 'bilhete' para se ouvir rádio. 

daily 'Folha da Manhã' 19 January 1937 
daily 'Correiro Paulistano' 18 January 1938.
Dorival Caymmi ao lado de Carmen Miranda, que brilhava nas ondas da Radio Mayrink Veiga, em 1939, poucos dias antes de embarcar para os USA. A figura de Assis Valente, à direita foi cortada da foto. 
The Streets of Paris - a Shubert musical revue staged on Broadhurst Theatre in New York in 1939.
Carmen e o Bando da Lua nos USA.
Carmen chega ao Rio em 1940, vinda de New York. 
Mesmo dia era tudo alegria até a apresentação de Carmen no show beneficente no Cassino da Urca patrocinado por Darcy Vargas.

Charge critica Carmen por ter 'perdido o rítmo'. Na verdade os brasileiros não gostaram de se verem retratados pelo cinema norte-americano. Ou seja, os brasileiros não sabiam que eram vistos como 'inferiores' pelos 'irmãos do norte', e ao invés de fazerem uma auto-crítica de sua relação com o 'patrão', investiram impiedosamente contra Carmen, achou que todo o ódio era contra sua pessoa. Os brasileiros, ou seus representantes na Imprensa, queriam tapar-o-sol-com-a-peneira, identificando-se com o opressor, esquecendo-se que ele é o oprimido. Elementar, meu caro Watson, but so hard to see!


while Miranda worked in 1942's 'Springtime in the Rockies'; Zé Carioca, Vadico, Nestor Amaral, Miranda, Afonso, Stenio & Aloysio.


MEU ENCONTRO COM CARMEN MIRANDA
"Revista Carioca" - Rio, 12 de maio de 1949
por Barbara Norton
HOLLLYWOOD - Esta reportagem é a verdade sôbre Carmen Miranda. Foi o resumo das muitas horas que passei em sua residência em Beverly Hills onde tive a oportunidade de observá-la de perto na intimidade da sua casa entre os seres que lhe são queridos e posso dizer: Como Carmen, só Carmen!... Assim pensam os seus amigos do Brasil, os inúmeros amigos que a procuram e que ela recebe com o maior carinho. Vi sôbre a sua secretária cartas de brasileiros em viagem aos Estados Unidos, solicitando-lhe entrevistas com semanas de antecedência. Ninguém vem a Hollywood sem procurá-la. A sua piscina é famosa bem como os seus suculentos almoços aos domingos onde pratos tipicamente brasileiros são servidos para regalo de todos os seus amigos brasileiros que lá se encontram. Vi gente simpática como o casal Afonso Portugal, o poeta Vinicius de Morais e muitos outros. Porque a verdade é que Carmen venceu definitivamente na terra do cinema. A sua popularidade é enorme. Os seus turbantes são copiados e uma verdadeira febre espalhou-se por ocasião do seu lançamento nos Estados Unidos, quando vitrinas ostentavam manequins Carmen Miranda.
Mas Carmen conserva-se tal como é; o sucesso não lhe subiu à cabeça como acontece a muitas provincianas que conhecemos por aqui... Sua vida é simples e saudável pois
Carmen adora passar a maior parte do tempo ao ar livre. Levanta-se cedo para as filmagens e nas suas férias vai para Palm Springs. Uma vez ou outra um night-club. Hollywood não é o que muita gente pensa, diz ela, uma cidade de vida aira e antes uma cidade de trabalho. As estrelas humanizaram-se e fora da tela vivem para o lar e para os filhos. Não todos, é claro, mas a maioria... Uma ou outra leva uma vida mais fútil, mas isto de mulheres fúteis o mundo está cheio delas... Carmen adora o Rio e para ela Copacabana ainda é a mais linda praia do mundo... Seus artistas prediletos são: Greta Garbo - para ela Greta Garbo é a escola do cinema - Ingrid Bergman, Bette Davis, Van Johnson, James Mason.
Voltamos a falar sôbre o Rio novamente. Quanta coisa a recordar... Pergunto a Carmen como se sente agora, que atingiu quase tudo quanto poderia almejar, e ela responde devagar, com uma expressão sonhadora nos olhos quase sempre travessos: "Às vezes tenho saudade dos anos duros de luta quando eu sonhava ter o mundo nas mãos..." E Carmen fica olhando o passado e a gente que ela tem saudade mesmo... Assim é a Carmen que eu conheci em Hollywood. Os que não a conhecem realmente e tentam escrever sobre ela deviam aprender a conhecê-la melhor e talvez se tornassem menos invejosos e mais amigos da verdade.

Contribuiu com a matéria para este site: Douglas H.B. Vives
dançando num night-club dando as costas a Michele Morgan.
Carmen takes a shower in her house in Beverly Hills grooming her long hair...
Carmen at home after a grueling day...
Carmen signs a few autographs at a function to raise money for the US efforts at WWII.

Carmen poses for Chicago's WGN; and at the NBC microphone...
New York's Sunday News - 28 February 1943.
back in the U.S.A. in 1943.
Carmen stops for a smoke in Stockholm, Sweden in 1953.
Kolynos es la mejor crema dental...
Carmen embraces Aracy de Almeida on her arrival at the São Paulo International Airport in 1954.

No comments:

Post a Comment